« Pode-se enganar a todos por pouco tempo, pode-se enganar alguns o tempo todo, mas não se pode enganar a todos o tempo todo. » J. F. Kennedy

domingo, 17 de abril de 2011

A mentira "Israel"

                Ao longo da minha vida, ouvi falar sobre este conflito entre Israel e Palestina.
Nunca soube muito bem o que se andava ali a passar, no médio oriente. Estou certo que vocês também não. Afinal do que se trata este conflito?
               
Este é só mais um embuste cruel, criado por uma das famílias mais importantes do mundo - os Rothschild. Para quem não sabe, os Rothschild, são uma família de banqueiros (que surpresa) com ligações à nobreza europeia e com vastas ligações à antiga suméria e babilónia.
                Os judeus, aqueles que reclamam a terra que “deus lhes prometeu”, não têm qualquer ligação à “terra sagrada”. Mostrarei que tudo foi planeado até ao mínimo pormenor, para que os judeus ocupassem a palestina, através das 1º e 2º guerras mundiais e dos nazis alemães.                
Antes de começar, quero só dizer que não tenho nada contra os judeus ou contra o povo, mais concretamente. Sei, perfeitamente, que só a elite tem consciência, que este factos são verdadeiros. Eles dizem que são judeus, mas estão-se nas tintas para os judeus...
                Todas as religiões são, actualmente, mecanismos de controlo de massas, dividem povos para mais facilmente os controlar e são, também, farsas. As principais religiões actuais, como por exemplo o cristianismo, islamismo, judaísmo, entre outros, são, na verdade, cultos ao Deus Sol, religiões satânicas e pagãs que existem há milhares de anos, muito antes destas que conhecemos.
                Vejam, então, o nome Israel, o nome em sílabas, IS (virgem mãe egípcia/babilónica, Isis/Semiranis), RA (o Deus Sol egípcio, simbolizado pela cobra e pelo disco do sol), EL (Deus da água babilónico, que era o sumério Enki, dos annunaki).
                Olhemos, agora, para a bandeira de Israel, a estrela de seis pontas, que é o símbolo do brasão dos Rothschild e de toda a cultura Judeia, que é, na verdade, usada em cultos pagãos e trata-se da representação de Saturno. O satanismo está representado no coração de tudo o que estas famílias fazem. Metam isto na cabeça: o simbolismo é muito importante para eles, tudo onde metem as mãos é representado por símbolos, é só abrirmos os olhos.
                O parlamento israelita e o tribunal de Israel foram ambos financiados pelos Rothschild, e está cheio de simbolismo “Iluminati”, como a pirâmide com o olho que tudo vê (como está na nota de 1 dólar americano) e está repleto de símbolos de adoração ao Sol, sacrifício e satanismo.

                Então, onde ficam os judeus no meio disto tudo? Registos históricos, estudados por verdadeiros e credíveis historiadores, revelam que, na realidade, os judeus vieram do império dos cazares, império esse situado a norte do mar negro e banhado pelo mar Cáspio.
Este império tem relações profundas com o império sumério, de quem são descendentes.     
Provas arqueológicas, e principalmente linguísticas, comprovam que, povos como os húngaros, búlgaros, checos e vários outros povos do leste têm incríveis semelhanças na sua língua com os cazares (judeus). Antes, os judeus não falavam hebreu, que surpresa! Eles não eram do médio oriente nem das terras da palestina, falavam a língua dos cazares, que se expandiu com a migração e misturou-se com outras línguas europeias. Os judeu falaram hebreu muito depois desses acontecimentos. Os judeus têm tudo a ver com o Cáucaso e com o leste europeu, nada  a ver com o médio oriente.
                Assim, como foram, os judeus, ocupar a palestina? Simples. Foram pressões da elite, como os Rothschild, começando pela 1º guerra mundial, uma guerra criada e manipulada, que levou à declaração de Balfour, que declarou o apoio do governo inglês à criação de uma terra judaica onde está agora situado Israel. Quem financiou tudo? Rothschild. Também depois da 1º guerra, foi feito o conhecido tratado de Versalhes, que constituiu impostos insustentáveis à Alemanha,  e mergulhou, de propósito, o país na humilhação e miséria. Para quê? Para preparar terreno para Hitler e os nazis, financiados por banqueiros dos EUA, como os Rothschild e os Rockefeller, subirem ao poder.
                Após tudo isto,  veio a 2º guerra mundial, super manipulada pelas elites, que financiavam os 2 lados. Esta guerra ficou caracterizada pelo quê? Pelo ódio aos judeus e o assassinato em massa dos mesmos, por Hitler. Acham que este ódio era verdadeiro? Não! Hitler era apenas um fantoche nas mãos das sociedades secretas, nada mais. Este assassinato de judeus apenas serviu para sensibilizar as pessoas e facilitar, em muito, a ocupação das terras da palestina pelos judeus, terras que, historicamente, nada têm a ver com eles.
Vão para lá sobre pretexto da bíblia, um livro criado pelo imperador romano, Constantino, fundador da mentira do cristianismo, cheio de erros de tradução e cheio de mistérios que irei traduzir e revelar, sem medos, neste blog, numa próxima vez.
                 E assim, foi criado Israel, em 1948,um país super racista, onde só os judeus mais “puros” de linhagem conseguem os melhores empregos e casas, onde os outros são tratados pessimamente. Este estado tem impossibilitado a paz no médio oriente, por culpa de banqueiros e dos seus lucros astronómicos, que vêem em Israel o seu brinquedo pessoal.
A criação de Israel esconde um motivo ainda mais negro: foi criado para ser o rastilho da 3º guerra mundial, que vai pôr o mundo em chamas, permitindo à elite criar o tão ambicionado governo mundial.
                O povo dos judeus, como já disse, são vítimas de um grande esquema. Eles foram sempre abusados e crucificados por causas que nem conhecem e por aqueles que são os seus “lideres”, dizem-se judeus, mas não são. Não querem saber o que acontece aos judeus, nem lhes importa, eles sabem que tudo é uma mentira.
                Nada é coincidência e, mais uma vez, peço que não liguem às porcarias que nos descarregam nas tv´s e nos jornais. É tudo informação controlada e manipulada. Hoje, temos informação alternativa. A escolha é vossa…
“Posso contratar metade das pessoas da classe trabalhadora para matar a outra metade.”
Jay Gould, 1886

0 comentários:

Enviar um comentário